Confira programação final do 17º Seminário Integralidade Lappis

A Comissão Organizadora do 17º Seminário do Projeto Integralidade: saberes e práticas no cotidiano das instituições de saúde, que este ano apresenta o tema “Amor Mundi, Políticas de Amizade e Cuidado: a vida na saúde”, realizado pelo grupo de pesquisa do CNPq Lappis/IMS, divulga a programação final do evento, que vai acontecer nos dias 17, 18 e 19 de outubro, no Campus de Goiabeiras, Vitória-ES, da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES).

Roseni Pinheiro, professora associada do IMS/UERJ e líder do Grupo CNPq Lappis. Foto: Flaviano Quaresma.

As mesas redondas serão realizadas no auditório do CCE (Centro de Ciências Exatas) que está localizado antes da cantina do Onofre, próximo ao IC1. O estacionamento do auditório do CCE fica em frente ao prédio da rádio universitária, antigo prédio da Fundação Ceciliano Abel de Almeida. Perto da sede da ADUFES.

O evento é uma atividade regular e anual para debater e reafirmar o direito à saúde como direito humano, sendo o principio da integralidade o vetor teórico e prático de garanti-lo como direito social de relevância publica. Desde sua origem em 2000, os seminários do projeto integralidade integram os calendários de eventos do campo da Saúde Coletiva, assumindo o imperativo categórico de democratização do conhecimento tecnológico e cientifico, orientado pela interdisciplinariedade de sua pratica teórica e pela natureza multiprofissional de sua produção.

Como “projetomovimento”, este seminário que acolhe diferentes empreendimentos acadêmicos-técnicos-científicos, visa (re)pensar e renovar as noções fundantes que atualizem a compreensão do princípio da integralidade a partir da análise, divulgação e apoio a experiências inovadoras de ensino pesquisa e extensão. De acordo com Roseni Pinheiro, professora associada do IMS/UERJ e líder do Grupo CNPq Lappis, esse trabalho de construção coletiva tem como ponto de partida o conhecimento que é construído na prática dos sujeitos nas instituições de saúde, educação e justiça e na sua relação com a sociedade civil. “Integralidade é entendida aqui como um amplo conceito, uma ação social que resulta da interação democrática entre os sujeitos no cotidiano de suas práticas na prestação do cuidado da saúde, em diferentes níveis do sistema”, ressalta.

Nesse sentido, os seminários dos projetos, acompanhados de lançamento de coletâneas sobre o tema, buscam dar visibilidade a estudos e seus resultados acerca das experiências concretas vividas no cotidiano das atividades de ensino, pesquisa e serviço. São espaços de encontro e articulação de conhecimentos desenvolvidos por diferentes pesquisadores, no sentido de pensar e agir na construção de conhecimentos capazes  de consubstanciar, cada vez mais, os princípios universais do Sistema Único de Saúde (SUS).

Confira Programação Final:

DIA 17/10/2017 – MANHÃ – ATIVIDADE PRÉ-SEMINÁRIO (MINICURSOS)

8 às 12h – Minicursos (simultâneos)

– Saúde da mulher e parto humanizado (Hospital Sofia Feldman)

– Racismo e Saúde da População Negra (Altair Lira – Associação Bahiana de Anemia Falciforme)

– Gestão do Trabalho em Saúde (NUPGASP – Saúde Coletiva/UFES)

– Saúde Mental e Saúde da Criança (Ariana Lucero– PPGPSI)

– Saúde e Minorias sexuais (Carolina Roseiro – PPGPSI UFES)

– Saúde e Violência contra a mulher (Getúlio Pinto – PPGPSI UFES)

– Saúde Indígena e saberes tradicionais (Vilma Benedito – Tupinikim)

– Saúde e Processo de trabalho (Rafael Gomes, PPGPSI e Depto Psicologia UFES)

– Saúde do Idoso (Centro de Referência de Atenção ao Idoso de Vitória/ES)

– Comunicação em Saúde (Juliana Lofego – LAPPIS/FCom/UFAC)

– Engajamento Público – (Marcelo Luciano Vieira – LAPPIS IMS/UERJ)

– Reivindicação de Direitos (Felipe Dutra Asensi – LAPPIS/IMS/UERJ)

– Teatro do Oprimido (Cesar Paro – LAPPIS/IMS/UERJ)

– Itinerários Terapêuticos – (Tatiana Gerardt – PPGCOL –UFRGS) Aluísio Gomes da Silva Jr (ISC-UFF).

– Internet e Saúde: perspectivas metodológicas para estudos e pesquisas (Elaine Rabello, professora IMS/UERJ e ADRIANA ILHA, professora LABIC/UFES)

ATENÇÃO: o minicurso Saúde da Mulher e Parto Humanizado tem horário de realização especial: 11 às 13h.

Local de realização dos minicursos:

Edifício Didático, conhecido também como “elefante branco”, está localizado ao lado da parte superior dos ICs. O acesso ao espaço é pelas rampas e escadas instaladas próximo à cantina do Onofre e na passarela principal de acesso a pedestres:

Edifício Barbara Weinberg e Wallace Corradi são os 02 prédios dos cursos de pós-graduação do CCHN (Centro de Ciências Humanas e Naturais), Estão localizados em frente à sede da Adufes (Associação de Docentes da UFES)

CEMUNI VI: Prédio do Curso de Psicologia UFES, está localizado próximo ao Cine Metrópolis e ao Teatro da UFES.

Na página a seguir estão todos os mapas das salas do CCHN:  http://www.cchn.ufes.br/galeria/mapas

DIA 17/10/2017 – TARDE – ATIVIDADE PRÉ-SEMINÁRIO

13h30 às 14h – Reunião da Rede de Pesquisa LAPPIS: sistematizando conhecimentos e comunicação pública para a integralidade do cuidado

 

16 às 17h –  Mesa de abertura

Ethel Maciel – Vice-Reitora da UFES, Neyval Costa Reis Jr – Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFES, Fabio Hebert – Coordenador do Programa de Psicologia Institucional/UFES e Roseni Pinheiro – Líder do Grupo de Pesquisa do CNPq LAPPIS/IMS/UERJ

 

17h30 às 19h – Conferência de Abertura – Prof. Gastão Wagner Campos – Presidente da ABRASCO e prof. Titular/Unicamp

 

DIA 18/10/2017– MANHÃ – ATIVIDADE XVII SEMINÁRIO – Auditório do CCE

8 às 9h20 – Mesa 1 – Amor Mundi, Políticas da Amizade e Cuidado: sobre a epistemologia da resistência

Ementa: Discutir sobre as potencialidades epistemológicas da “Amizade” como a capacidade humana de se associar aos outros, forjando novas formas de sociabilidades, entendidas como um nova política da imaginação, como exercício político de intermediação do mundo (espaço “entre” pessoas) e do Cuidado com e no Mundo (Amor Mundi)

Coordenação: Roseni Pinheiro (LAPPIS/IMS/UERJ)

Expositores:

Paulo Henrique Martins (Faculdade de Sociologia – UFPE)

Betânia Assy (Direito – PUC-Rio e UERJ)

Heliana Conde (Faculdade de Psicologia – UERJ)

9h20 às 10h – Debate

12 às 13h30 – Almoço

 

DIA 18/10/2017 – TARDE – ATIVIDADE XVII SEMINÁRIO – Auditório do CCE

14 às 16h – Mesa 2 – Formação, violência e racismo nas práticas de cuidado

Ementa: Abordará a questão da violência, do racismo e as demandas das minorias étnico-raciais como desafios para as práticas de cuidado e para os processos formativos. Debaterá como as políticas de saúde em curso estão incluindo as demandas destas minorias e os impactos do racismo institucional na produção de saúde e de doença. Os processos de comunicação em saúde e seus efeitos na violência institucional e nos índices de vulnerabilidade social.

Coordenação: Ana Lucia Coelho Heckert (Programa de Pós-Graduação em Psicologia Institucional/UFES)

Expositores:

Tatiana Engel Gerhardt (Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva/UFRGS)

Altair Lira (Associação Baiana das Pessoas com Doenças Falciformes)

Lula Rocha (Fórum Estadual da Juventude Negra do ES)

Juliana Lofego (Faculdade de Comunicação da UFAC)

17h – Reunião dos integrantes da “Rede Multicêntrica de Pesquisa da Incubadora da Integralidade – LAPPIS”

 

DIA 19/10/2017– MANHÃ – ATIVIDADE XVII SEMINÁRIO – Auditório do CCE

9 às 11h30 – Mesa 3 –Trabalho, resistência e precarização 

Ementa: Abordar a questão dos processos de trabalho em saúde frente à precarização das condições de trabalho, destacando os processos de resistência em curso nas redes de produção de saúde. Tratar da temática da gestão do trabalho em saúde e desafios no confronto com os modos gerencialistas de trabalho.  Debater as dimensões de renormatividade no trabalho em saúde e autonomia nos serviços de saúde.

Coordenador: Aluísio Gomes da Silva Jr. (Instituto de Saúde Coletiva/UFF)

Expositores:                     

Dário Pasche (Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva/UFRGS)

Tatiana Coelho Lopes (LAPPIS/Incubadora da Integralidade Hospital Sofia Feldman)

Felipe Dutra Asensi (LAPPIS/IMS/UERJ)

Rafael Gomes (Programa de Pós-Graduação em Psicologia Institucional/UFES)

11h30-12h – Debate

 9 às 12h – Reunião BVS Integralidade na Biblioteca Central da UFES.

12 às 13h30 – Almoço

 

DIA 19/10/2017– TARDE – ATIVIDADE XVII SEMINÁRIO – Auditório do CCE

14 às 16h30 – Mesa 4 – Fronteiras do Cuidado, saberes tradicionais e políticas de saúde

Ementa: Abordar a questão das políticas de saúde e saberes tradicionais em comunidades indígenas e quilombolas, destacando as práticas de cuidado que são tecidas no cotidiano dessas comunidades.

Coordenação: Fabio Hebert (Programa de Pós-Graduação em Psicologia Institucional/UFES)

Expositores:

Leif Grunewald (Programa de Pós-Graduação em Antropologia/UFGD)

Rodrigo Silveira (Faculdade de Medicina da UFAC)

Marcelo Guarani (Aldeia Três Palmeiras)

Representante dos Quilombolas do ES

16 às 16h30 – Debate

 

17h – Encerramento e Avaliação do Seminário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *