E se o Covid-19 chegar às prisões e instituições socioeducativas?

A esta pergunta, Anete Trajman, professora visitante sênior do Programa de PG em Clínica Médica e Mestrado Profissional em APS da UFRJ e professora adjunta da Universidade McGill, Montreal (Canadá), revela que tem muito medo do que vai ocorrer, “não apenas por conta da falta de assistência em 31% das unidades prisionais no Brasil, mas também pela superpopulação e o risco de todos se contaminarem”.

Ler mais

Rossano Cabral participa de coletânea sobre mal-estar na infância e medicalização do sofrimento

Partindo de experiências clínicas e teóricas diferentes, os textos que compõem o livro “Mal-estar na infância e medicalização do sofrimento: quando a brincadeira fica sem graça” têm em comum a preocupação com o avanço sobre a infância e a adolescência de um discurso e uma prática que reduzem os fenômenos subjetivos a um dado orgânico, desconhecendo a complexidade dos acontecimentos no humano.

Ler mais

Abrasco discute quarentena diante da pandemia no Brasil e na Itália

José Cássio de Moraes, integrante da Comissão de Epidemiologia da Abrasco e professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de Saúde de São Paulo, concedeu entrevista ao jornalista Leonardo Desideri, do jornal Gazeta do Povo, na qual explicou diferenças e similaridades entre as populações de ambos os países e quais situações vivenciadas na Europa devem orientar as autoridades sanitárias e população brasileira.

Ler mais