Seminário sobre o custo da formação médica no Brasil

No dia 30 de julho, vai ser realizado seminário sobre o custo da formação médica no Brasil, das 9 às 18h, no Auditório do Instituto de Medicina Social. As questões relacionadas com a organização e gestão do trabalho e a formação dos profissionais de saúde constituem um dos maiores desafios enfrentados no âmbito dos sistemas de saúde no mundo contemporâneo. Esse processo tem demandado a análise de um amplo conjunto de questões a serem enfrentadas em múltiplas dimensões e que abrangem a formação profissional, mercado de trabalho, educação permanente dos trabalhadores de saúde e os mecanismos de contratação, distribuição e gestão do trabalho nos diversos espaços de produção de ações e serviços de saúde e nas instâncias de gestão, regulação e controle social do SUS.

Apesar de sua importância, a força de trabalho em saúde (FTS) permanece em muitos países como o bloco mais fraco nas políticas de saúde, educação e trabalho em saúde, e uma das principais limitações para alcançar as metas de acesso à saúde universal. A maioria dos países enfrenta escassez absoluta de Recursos Humanos em Saúde (RHS) (falta de profissionais de saúde) ou escassez relativa (desequilíbrios de habilidades) – e às vezes ambos. Nesse sentido, o desafio importante é analisar e enfrentar os fatores associados à crise da FTS, que se refletem na formação de profissionais de saúde e na relação com o mercado de trabalho, adquirindo crescente relevância no cenário da saúde coletiva.

Veja mais detalhes da programação AQUI.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *