GT Drogas entre efeitos políticos, sociais e psicoativos recebe resumos para RAM

Rogerio Lopes Azize (IMS/UERJ), Frederico Policarpo (UFF) e Beatriz Caiuby Labate (CIIS/Chacruna) estão organizando o GT «Drogas entre efeitos políticos, sociais e psicoativos: usos, fronteiras e regulações» na próxima
Reunião de Antropologia do MERCOSUL (RAM), em Porto Alegre, entre 22 e 25 de julho. O site do evento recebe os resumos até o dia 25 de março. A ementa do GT e as regras para envio estão abaixo ao final deste texto.

O GT visa refletir sobre as representações e práticas acerca dos usos de substâncias psicoativas e discutir instrumentos teóricos e metodológicos que permitam compreender seus efeitos sociais e políticos, bem como os controles que as cercam. Contempla a multiplicidade de discursos e práticas que coexistem em torno dessas substâncias, como a própria definição como “drogas” ou “medicamentos”. Tanto as estratégias de controle sobre as experiências de uso, como aquelas mobilizadas para garantir esse consumo são consideradas em suas singularidades, isto é, a partir de sua própria constituição. O ponto de partida é problematizar o paradigma “médico-legal” em que se baseiam as políticas de drogas estatais. Ao mesmo tempo, busca-se superar a dicotomia “efeitos farmacológicos” versus “aspectos culturais”, promovendo o diálogo entre diferentes campos de conhecimentos, de modo a se pensar o tema a partir de uma perspectiva mais integrada.

Para tanto, o GT comporta:

1) etnografias sobre usos de substâncias, sejam elas classificadas como “drogas”, “plantas” ou “medicamentos”;
2) análise de políticas de drogas e das instituições que atualizam regimes de controle e regulação, nos campos da justiça, saúde, religião, ciência, sociedade civil e seus entrecruzamentos;
3) pesquisas que exploram a fluidez de fronteiras entre lícito e ilícito; natural e artificial; social/terapêutico/ritual; endógeno e exógeno; tratamento/prevenção/aprimoramento; proibição/liberação/legalização.

Submissão de resumos até o dia 25 de março pelo site do evento.

Regras para o envio de propostas de trabalhos:

• Serão solicitados:
– Título proposto: até 200 caracteres*.
– Resumo: até 1500 caracteres* (aceitamos propostas em português, espanhol e inglês).
*Espaços serão contabilizados.

• Dados dos/das demais coautores/as do trabalho (nome completo, instituição, email e telefone).

• Cada autor/a poderá submeter até 2 (dois) trabalhos. Em caso de aprovação de ambos para apresentação em diferentes GTs, o/a autor/a deverá decidir pela apresentação de 1 (um)deles.

Todos/as os/as autores/as que tiverem propostas de trabalho aprovadas nos GTs deverão submeter também, por meio do site do Congresso, uma versão na íntegra do trabalho aprovado, até a data limite indicada nesta chamada. Os trabalhos enviados serão disponibilizados para consulta geral no site do Congresso. Todos devem seguir a seguinte formatação:

• Formato PDF.

• Página de rosto (capa), com as seguintes informações:
– XIII Reunião de Antropologia do Mercosul
– 22 a 25 de Julho de 2019, Porto Alegre (RS)
– Grupo de Trabalho: [INDICAR NOME DO GT] – Título do Trabalho [idêntico ao que foi registrado no momento da inscrição] – Nome completo e instituição do(s) autor(es)
– Fonte: Arial, tamanho 12;
– Espaçamento entre linhas de 1,5;
– Entre 15 e 20 páginas.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *